Blog

Últimas Postagens

#Tecnologia

Deepfake? Nunca mais! Entenda a determinação do Facebook

Publicado em



Com certeza você já viu ou ouviu falar daquelas montagens que são feitas com rostos de outras pessoas, que utilizam da inteligência artificial para manipular a aparência e até mesmo a voz, certo?  Seja um vídeo ou uma foto, as produções que são por muitas vezes divertidíssimas, estão proibidas. Mas, o que levou o Facebook a bloquear esse tipo de conteúdo?

Nos últimos anos, o crescimento do serviço de desinformação nas mídias digitais reforçou a obrigatoriedade de políticas de segurança da informação mais rígidas e assertivas. De lá para cá, muitas formas de se produzir notícias e materiais de forma em geral tiveram que passar por algumas reformulações para não cair nas irregularidades de propagação midiática na rede. As formas de comunicação mudaram muito nos últimos tempos, e para não fazer da internet um terreno ainda mais fértil para a proliferação de conteúdos falsos, é importante se atentar às novas regras não só da plataforma Facebook. Mas já que estamos falando do queridinho do Mark Zuckeberg, e que detém o maior alcance entre todas as redes sociais, vamos abordar especificamente a medida restritiva com relação às “deepfakes”.

As fotos serão excluídas para sempre?

Não.  Mas, o Facebook por meio de seus mecanismos de reconhecimento de face e áudios, além de vários especialistas da área, irá fazer análises nas publicações e se identificada incoerência nas informações, o conteúdo será marcado como falso. Assim, quando qualquer pessoa for acessar o produto na rede, receberá a notícia de que ele é falso. Os gestores da plataforma acreditam que essa iniciativa irá ajudar a criar um banco de dados que será muito benéfico aos usuários.

O alcance do Facebook

Mesmo com o crescente aumento de utilizadores das outras redes sociais, o Facebook continua tendo o maior alcance entre todas. Esse seria um dos principais motivos da medida. Um material inverídico se espalha em questão de segundos dentro da rede. Então, se um post é marcado como falso ou com alguma inconsistência, será reduzido ao mínimo os resultados orgânicos e não será possível impulsionar.

E com relação às paródias ou sátiras?

Não se preocupe! Elas não serão banidas. Os vídeos editados apenas para mudar as ordens das palavras não se encaixam nessa política.

Sabemos que normas como essa são de extrema valia para quem consome conteúdo em ambiente digital. Contudo, vale ressaltar que filtrar melhor os nossos mecanismos de busca também contribui para minimizar a desordem da informação.

Gostou do artigo? Conteúdos como este você também pode encontrar em nossas mídias sociais, que estão recheadas de dicas valiosas sobre o universo digital, inovação, consultoria e muitos outros assuntos. Quer fazer parte da comunidade Link e dar sugestões de temas de interesses para a nossa rede de relações? Clique aqui.

Fonte da Imagem: FreePik.

Compartilhe
Open chat
Powered by