Por favor ative o JavaScript

Blog

4 dicas para uma boa gestão de marca

4 dicas para uma boa gestão de marca

maio 16, 2019

A gestão de marca é um trabalho que deve ser feito por toda empresa. Com ele, é possível se manter relevante no mercado e aumentar o faturamento da organização. Contudo, esse trabalho pode se tornar difícil se feito sem o devido planejamento. Muitas empresas ainda têm dificuldade em realizá-lo. Isso não só leva a perda de vantagem competitiva e espaço no mercado, como também pode desencadear crises de imagem frente aos seus consumidores.

Por isso, separamos 4 dicas essenciais para que você possa realizar uma boa gestão de marca.

1 – A marca deve comunicar valor

Por valor, podemos entender como sendo a satisfação das necessidades do consumidor. A sua comunicação se dá a partir do momento em que a empresa entende quais são os seus pontos fortes. Feito isso, é hora de comunicar quais são eles, aumentando o valor agregado do produto.

A comunicação de valor deve ser feita antes, durante e depois da compra. Mesmo em caso da venda de serviços, é necessário que o cliente perceba que as suas expectativas estão sendo atendidas e até mesmo superadas. Por isso, é muito importante que ela não seja feita apenas em um dos estágios da jornada de compra do consumidor.

2 – É preciso construir uma relação entre o consumidor e a marca

Não adianta comunicar o valor de sua marca sendo que não existe a preocupação de construir uma relação com ele. Toda empresa, em sua gestão de marca, deve procurar entender seu público-alvo. Dessa forma, será possível utilizar os meios e a linguagem correta para se comunicar com ele.

Essa linguagem vai desde a concepção do nome até o que é postado nas redes sociais. Com a sua definição, é possível realizar uma comunicação mais assertiva e assim estabelecer uma relação duradoura com o consumidor. Sem a devida adequação, a transmissão de valor é perdida, assim como as chances de reter e conquistar novos.

3 – A marca deve buscar se diferenciar

Toda marca deve se diferenciar dos concorrentes, destacando seus pontos fortes. Assim, ela se tornará única perante o público-alvo e então conquistará uma fatia do mercado. Caso ela não se diferencie, se tornará apenas uma entre tantas outras que oferecem o mesmo produto ou serviço. Muitas vezes, essa diferenciação está no serviço que vem junto do produto, como quando você compra um móvel e fica garantido que ocorrerá a montagem do mesmo. Quanto maior o nível de diferenciação, mais brand equity tem uma marca.

4 – Procure ser uma marca relevante

Além da diferenciação, é preciso que você seja relevante para o público consumidor. Não adianta ser diferente sendo que o produto não atende as necessidades dos clientes. Ele pode até atender, mas se isso não for transmitido corretamente, a marca não será percebida como relevante. O produto deve ser entendido como essencial, de modo que faça a diferença para quem o possui.

Assim como a diferenciação, a relevância de uma marca ajuda a construir o brand equity. Quanto maior o brand equity, maiores as chances do seu produto se destacar diante dos olhos do consumidor. Eles não só percebem a diferença, como também a valorizam e dão preferência aos produtos e serviços dessa marca.

Fonte da imagem: Business photo created by zaozaa09 – www.freepik.com

Posts relacionados

abc