Blog

Últimas Postagens

#Consultoria

O papel da liderança na gestão de crises

Publicado em



A gestão de crises nunca foi tão importante como neste momento. Líderes e gestores de pequenas, médias e grandes empresas passam nesse momento pelo mesmo desafio, motivar profissionais para vencer uma situação como não se via há décadas, uma pandemia . Uma fase delicada exige pessoas decididas a superar, seja na escola, em casa, nas ruas… Hoje, vamos falar das lutas diárias que o campo profissional tem submetido especialistas de várias áreas. O novo normal trouxe uma nova visão ao mundo.

Ressignificar, talvez, seja uma das palavras mais ouvidas nos últimos tempos, e não é pra menos. Toda mudança merece um novo recomeço, ainda mais consolidado e comprometido com a excelência. De repente, um vírus acelerou o futuro… Você, líder, está preparado para isso? Se sim, vamos à diante. Se não, daremos dicas para fomentar os estudos sobre essa nova realidade. Afinal, uma das maiores provas que terá que fazer, diz mais sobre os outros do que a si próprio.

Revisão de valores

Cada empresa tem um conjunto de valores que são fortemente destacados como base organizacional. O planejamento estratégico voltado ao público interno e externo sempre deve estar alinhado com esses princípios. Com esse novo cenário que vivemos, é importante revisar a postura da empresa com a cadeia de relações. Alguns posicionamentos que antes da pandemia eram aceitos, hoje, podem não ser mais. E cabe ao líder entender essa nova necessidade para conseguir oferecer soluções que supram as expectativas dos seus liderados. A maioria dos processos que envolvem o meio empresarial começam de dentro pra fora, nesse caso, a situação não foge à essa regra. Para impactar os profissionais, a organização, nesse sentido, precisa ser efetiva.

Por vezes, menos é mais

Ao mesmo tempo que falamos tanto nesse contexto de mudança, também é importante ressaltar que exageros não são bem vindos. Não é hora de tomar decisões “performáticas” e sim, equilibradas. Em um momento onde se tem um declínio muito grande em vários sentidos, procurar um ponto de moderação, parece controverso, né? Porém, o mundo dos negócios é cerceado por altos e baixos, as empresas que conseguiram sobreviver aos seus piores momentos souberam usar uma situação completamente desfavorável ao seu favor, conseguindo superar. Quando trabalhar em um novo modelo de relação entre colaborador e empresa, pense nisso. É hora de descobrir novas habilidades e propor ações, mas embasadas na realidade em que se vive.

Buscar por novos conhecimentos

Conhecimento nunca é demais, e em um momento como esse, que reserva suas particularidades, é ainda mais importante. Especialize-se na sua área para oferecer à sua equipe mentorias que irão fazer a diferença no processo de gestão da crise. Nesse momento, ouvir pessoas que podem agregar algo, ou dar base à uma fundamentação, é essencial.

A gestora de RH da Krypton BPO, Gabriella Souza, dá dicas valiosas sobre comportamento de lideranças – Ela afirma que essa crise apesar de ter apresentado um problema para o mundo, têm diferentes formas de concepção da realidade e que isso interfere diretamente na reação que cada líder julga necessária para superar esse desafio. Confira:

Como os líderes devem lidar com relação aos liderados para impactá-los positivamente?

Os líderes devem conseguir aproveitar o melhor de cada membro da equipe, conhecendo, respeitando e principalmente desenvolvendo as pessoas a um nível mais alto. Para isso, os líderes precisam ter autonomia e responsabilidade para tomar decisões difíceis, maturidade para resolver problemas complexos, imparcialidade para gerenciar os conflitos da equipe e principalmente ser capaz de mudar positivamente a vida das pessoas que lideram através do exemplo e da influência.

Quais ações podem minimizar os efeitos da pandemia na relação entre líder e liderado?

Todas as pessoas estão extremamente afetadas por conta da pandemia, cada um está reagindo de uma forma. Diferente de outras crises, quando falávamos que estávamos no mesmo barco, nessa não estamos. A tempestade é a mesma, mas os barcos são diferentes. Entender que cada um reage à pandemia e suas consequências de uma forma diferente, é o primeiro passo. O nível de tolerância deve ser elevado a um patamar mais alto, uma vez que algumas pessoas estão sofrendo mais seus impactos. A compreensão, ausência de julgamento e principalmente a empatia, devem ser atitudes predominantes nas relações.

O que esse momento pode revelar de mais transformador para as lideranças?

Proximidade. Essa crise está demonstrando que, apesar das reações serem distintas, ela afetou a todos. As regras e as limitações são as mesmas. Com isso, nos tornamos mais próximos uns dos outros e consequentemente nos conectamos mais. Entender que somos semelhantes nas nossas diferenças e que o papel da liderança é fundamental para gerar confiança, segurança e desenvolvimento pessoal e profissional, é fundamental. O líder sai do papel de gestor técnico e entra em um patamar muito mais humano.

Gostou do artigo? Fique ligado para não perder nada!  Ah, tem também a nossa Newsletter, e os conteúdos exclusivos das redes sociais. Venha fazer parte da rede Link e ficar por dentro de tudo sobre o universo da Certificação Digital, Inovação, Consultoria e muito mais!

Até o próximo post 😉

Imagem: Negócio foto criado por cookie_studio – br.freepik.com

Compartilhe
Open chat
Powered by