Por favor ative o JavaScript

Blog

“Text Neck”: Conexão falha com a saúde

“Text Neck”: Conexão falha com a saúde

janeiro 14, 2020

Os números que envolvem o uso do aparelho celular ultrapassam a casa dos bilhões de usuários em escala mundial.  De acordo com uma pesquisa da GSMA, que é representante das relações referentes a operadoras móveis em nível planetário, 5,1 bilhões de pessoas usam algum tipo de telefone móvel. É um índice fantástico, mais da metade da população está, literalmente, ligada. Porém, para que esse artifício tecnológico não vire motivo de preocupação entre a população conectada, é importante tomar alguns cuidados.

Você já ouviu falar de “Text Neck”? Se não, fique por aqui para entender um pouco mais sobre essa síndrome, aprender a ficar livre dela e poder desfrutar, sem complicações, das novas possibilidades da tecnologia. Vamos começar falando do que se trata esse problema.

Síndrome do pescoço de texto?

O mundo está conectado por todos os lados da esfera do globo, geograficamente falando. O recurso mobile possibilita esse acontecimento não importa onde você esteja. No ônibus, mercado, trabalho, em casa, no trânsito ou em qualquer outro lugar, lá estão os dispositivos, otimizando a vida de muitas pessoas. Contudo, outro fator chama a atenção, a falta de postura para manuseio dessas ferramentas.  Geralmente, a maioria dos indivíduos ficam na posição sentada para digitar e com o pescoço para baixo, causando uma sobrecarga na região superior, daí o surgimento da expressão “síndrome do pescoço de texto” ou “Text Neck”, sua derivação do inglês. Engana-se quem pensa que o problema é só nesta posição, apesar da incidência maior, existem casos de pessoas que apresentam sinais da doença replicando a má postura em pé.

Quais são os sintomas e possíveis tratamentos?

O termo é novo, mas o problema é velho e evidência a importância da conscientização sobre bons hábitos corporais durante a utilização do mecanismo. Para se ter uma noção, a sobrecarga na região cervical tem uma força de 5 kg quando se assenta por muito tempo com postura irregular. Os sinais que podem apontar uma possível tensão nos músculos são muitos, entre eles; dores de cabeça, pescoço, costas e cervical. Em casos mais graves, pode causar também formigamentos.

Nos casos mais simples, apenas a adoção de uma boa postura já é bem representativo para minimizar os danos. Como, por exemplo, levar o aparelho celular na altura dos olhos, ao contrário de levar a cabeça até o dispositivo. Ao digitar, utilize os dois dedões, a carga será divida de forma igual e ainda evitará uma possível tendinite (inflamação dos dedões), no futuro.

Mas se a situação se agravar…

Já nos casos mais graves, procure a ajuda de um especialista. Mas é sempre bom lembrar que a prevenção é o melhor caminho. No trabalho,  gestores e colaboradores costumam usam muito o celular por questões profissionais. Imagina replicar essa maneira negativa de utilização todos os dias? Complicações desse tipo podem surgir e acabar atrapalhando a produtividade e fluidez nos processos. Então, previna-se!

A tecnologia e a inovação mudaram a vida de muitas pessoas para o bem, não deixe que práticas cotidianas ruins estabeleçam uma conexão fraca com a sua saúde.

Gostou da matéria? Conteúdos como este você também pode encontrar em nossas mídias sociais, que está recheada de dicas valiosas sobre o universo digital, inovação, consultoria e muitos outros assuntos. Quer fazer parte da comunidade Link e dar sugestões de temas de interesses para a nossa rede de relações? Clique aqui.

Até a próxima 😉

Foto: ROBIN WORRALL on Unsplash

Posts relacionados

abc